(AJUDA GERAL): Glossário Mercedes-Benz

Ir em baixo

(AJUDA GERAL): Glossário Mercedes-Benz Empty (AJUDA GERAL): Glossário Mercedes-Benz

Mensagem por AEP em Sex 22 Jan 2016, 12:52

É importante destacar que todas as descrições abaixo tem teor meramente informal, não eximindo o leitor/condutor/usuário em buscar a informação técnica, precisa e/ou completa, conforme determinação oficial da Mercedes-Benz nos manuais/catálogos/sites/concessionários.

As informações serão atualizadas conforme alterações ou inovações da Mercedes-Benz, bem como pela periódica inclusão de novas terminologias/siglas pelo Fórum.




  • ACTIVE BLIND SPOT ASSIST:


O sistema indica no espelho retrovisor externo quando os carros ou motocicletas estão localizados no ponto "cego" e realiza uma ação evasiva automaticamente em caso de perigo (por exemplo, durante a mudança de faixa).



  • ACTIVE BODY CONTROL:


Também chamado de sistema ABC, possibilita uma melhor dinâmica de condução sem comprometer o conforto, através de uma combinação de suspensão ativa e passiva.

O sistema é autonivelante (com as mesmas funções do AIRMATIC) e analisa os sinais a partir dos sensores de aceleração laterais, longitudinais e verticais e dos sensores de pressão associados a cada amortecedor.



  • ACTIVE BONNET:


Em caso de colisão, a parte traseira do capô é levantada, aumentando o espaço disponível de deformação e reduzindo o risco de lesão para pedestres.

Um sistema de molas levanta a parte traseira do capô em 50 milímetros em milissegundos. Isso resulta em maior espaço de deformação. 

O sistema é composto por três sensores de impacto localizados na parte da frente do carro. Esses sensores, ao detectarem uma colisão com um pedestre, ativam dois eletroímãs nas dobradiças. Estes eletroimãs liberam o bloqueio, permitindo a ação da mola para elevar a parte traseira do capô.



  • ACTIVE CURVE SYSTEM:


O sistema atua ativamente nas barras estabilizadoras quando o veículo realiza curvas.

O motorista tem a sensação de dirigir sobre trilhos - especialmente em veículos com o centro de gravidade alto.

No uso off-road, o sistema garante uma melhor articulação do eixo, dissociando as duas barras estabilizadoras no eixo dianteiro e traseiro.



  • ACTIVE PARKING ASSIST:


Assistência para estacionamento automático em determinadas condições.

Em velocidades abaixo de 36 km/h, o sistema inicia a procura automática de vaga de estacionamento (paralela ou perpendicular).

O sistema também pode manobrar de forma independente o veículo de volta para fora de uma vaga de estacionamento (paralela ou perpendicular), desde que o mesmo tenha estacionado originariamente através do sistema.



  • ABR (Adaptive BRake):


Essa tecnologia melhora o desempenho e agrega funções de conforto e segurança ao motorista, sendo útil em caso de frenagem brusca. 

Em caso de chuva ou pista molhada, a função "Dry Braking" ajuda a remover a água dos discos de freio e, como consequência, o tempo de resposta da frenagem e menor distância da mesma.

A função "Priming" garante que as pastilhas de freio sejam posicionadas próximas aos discos de freio caso o motorista remova o pé do pedal acelerador de forma repentina. Isso diminui o tempo de resposta em caso de frenagem.



  • ADAPTIVE BRAKE LIGHTS:


As luzes de freio adaptáveis ​​tem a função de alertar outros veículos, piscando rapidamente em caso de frenagens bruscas. As luzes de emergência também são ativadas automaticamente em situações de frenagens de emergência. O recurso possibilita uma reação mais rápida de quem trafega atrás, visando menor risco de um acidente.

As luzes de freio adaptáveis ​​são ativadas em caso de frenagem acentuada a partir de 50 km/h ante o acionamento do BAS (Brake Assist). As luzes de emergência ativam automaticamente quando o veículo desacelera desde 70 km/h até a paralisação durante a frenagem de emergência.



  • ADAPTIVE HIGHBEAM ASSIST:


O sistema ajusta automaticamente o alcance dos faróis à situação de tráfego existente e prevê a melhor iluminação possível.



  • AGILITY SELECT:


O sistema permite ao condutor escolher entre vários programas de direção. São opções predeterminadas que variam entre "Comfort", "Sport", "Sport +", "ECO" ou "Individual".



  • AIR BODY CONTROL:


O sistema com amortecimento adaptativo proporciona maior conforto de condução e dinâmica do veículo em comparação com a suspensão de molas convencionais, bem como pode ser ajustado para um modo esportivo ou conforto.

Os dois sistemas eletrônicos que atuam de modo contínuo (ADS Plus) ou em quatro configurações diferentes (ADS), realizam automaticamente o amortecimento em cada roda ante a situação de condução e a superfície da pista.
 
O controle de nivelamento do sistema assegura que a distância do solo permaneça quase que completamente constante, mesmo quando o veículo está carregado. A altura do veículo é reduzida automaticamente em velocidades acima de 120 km/h para diminuir a resistência aerodinâmica. Quando o veículo desacelera, ele retorna automaticamente ao nível normal.

Em condições específicas, o sistema permite o ajuste manual.



  • AIRCAP (draugt-stop AIRCAP):


O sistema para veículos conversíveis (quando disponível), permite a condução com a capota aberta, com significativa redução da turbulência e ruídos internos, além de facilitar o controle da temperatura.

Esse recurso faz com que o fluxo de ar sobre as cabeças dos ocupantes seja desviado.

O sistema é composto de um defletor de ar na armação do teto, combinado com um pequeno dispositivo que interrompe as correntes de ar entre os encostos de cabeça dianteiros e traseiros. É controlado de acordo com a velocidade do veículo. 

Quando ativado, o defletor de ar é estendido em velocidade superior a 40 km/h e se retrai automaticamente em velocidade inferior a 15 km/h. Também pode ser ativado ao se pressionar uma tecla mesmo quando o veículo estiver até a velocidade de 160 km/h.



  • AIRMATIC:


O sistema de suspensão a ar AIRMATIC adapta a suspensão às condições da pista. O amortecimento de cada roda se ajusta de acordo com a situação de condução e as condições da pista. Isto acontece rapidamente e com precisão, por meio de válvulas em cada amortecedor.



  • AIRSCARF:


O sistema para veículos conversíveis (quando disponível), permite que o ar aquecido seja direcionado em torno dos ombros e pescoço do motorista e passageiro dianteiro.

O funcionamento é feito por aspiração do ar frio antes de aquecê-lo, liberando-o novamente através de um sistema de ventilação posicionado nos encostos de cabeça.



  • AKS (Automatische Kuplunge System):


O AKS é um módulo que elimina o pedal de embreagem para priorizar o conforto. Esse módulo faz o acionamento da embreagem na troca de marcha.

Para acionar a embreagem, o AKS tem três sistemas (elétrico, mecânico e hidráulico):

- Elétrico porque tem um motor elétrico;
- Mecânico porque tem uma bomba mecânica para acionar o fluído;
- Hidráulico para acionar a embreagem.



  • ASSYST (Active Service SYSTem):


O sistema ASSYST foi disponibilizado em diversos veículos entre os anos de 1997 a 2003.

O motor é equipado com um microcomputador que controla o envelhecimento do seu óleo através dos dados transmitidos pelos sensores e calcula um plano de manutenção individualizado.

Um indicador digital no painel notifica o motorista do número de quilômetros restantes antes da próxima verificação de manutenção.

Com base nos dados aferidos pelos sensores, tais como o nível de óleo, temperatura do óleo, temperatura do líquido de arrefecimento, a rotação do motor, velocidade do veículo e carga do motor, o microcomputador calcula a carga real sobre o óleo do motor e indica a manutenção.

O sistema alterna o cronograma de serviços A e B. O serviço A é menor (troca de óleo e filtro de óleo, por exemplo) e o serviço B, uma rotina maior de itens.



  • ASSYST PLUS:


A maioria dos modelos produzidos entre os anos de 2003 a 2007 foram equipados com o ASSYST PLUS.

Tal qual o ASSYST, o ASSYST PLUS é também uma programação variável de serviços que vai do item A ao H. A letra A indica um serviço de rotina mais simples e a letra H um serviço mais aprofundado.
 
A partir do ano de 2007, o sistema fixou os intervalos de manutenção. Serviços alternantes entre A e H ocorrem a cada quilometragem determinada pela Mercedes-Benz ou após um ano, o que ocorrer primeiro (essas especificações podem variar conforme cada país).



  • ATTENTION ASSIST:


Sistema de reconhecimento do cansaço do condutor.

A uma velocidade entre 60 e 200 km/h, o sistema alerta o motorista assim que detecta sinais de fadiga ou falta de concentração. Sensores analisam o comportamento de condução e podem reconhecer quaisquer alterações em função de um perfil do motorista previamente definido.



  • AUTOTRONIC:


É o câmbio CVT da Mercedes-Benz. Esta transmissão automática variável se adapta ao estilo individual do motorista e também pode ser operada manualmente.

No modo padrão "S" o câmbio reconhece que tipo de motorista você é e se adapta ao seu estilo de condução.

No modo padrão "C" (Comfort), as rotações são mais baixas, a aceleração é mais suave e há menor consumo de combustível. 

No modo manual, você pode selecionar sete relações de marchas virtuais pela alavanca do câmbio.



  • BEVO (tabela BEVO/MB BeVo):


"Mercedes-Benz specifications for operating fluids" - tabelas oficiais com as especificações técnicas de todos os fluidos.



  • BLIND SPOT ASSIST:


O sistema monitora a área que o motorista não pode ver nos espelhos retrovisores. Ele emite um aviso sonoro se estiver ativado.

Usa sensores de radar de curto alcance para identificar veículos na área "cega", exibindo um triângulo de aviso vermelho no espelho retrovisor.
 
Funciona em velocidades entre 30 e 250 km/h, desde que a diferença relativa entre as velocidades dos veículos não seja superior a 16 km/h. Em velocidades inferiores a 30 km/h, um triângulo amarelo acende para indicar que o sistema não está ativo. 

Os sensores cobrem uma área de aproximadamente 3,5 metros a partir de ambos os lados do veículo e 3 metros para trás.

Os veículos que acabam de ser ultrapassados são exibidos com 1,5 segundos de atraso depois de entrar na área monitorada. Isso impede a ocorrência de avisos desnecessários.



  • BLUEEFFICIENCY:


A tecnologia BlueEFFICIENCY consiste em otimizações abrangentes do veículo que poupam combustível e diminuem o impacto sobre o meio ambiente. Cada modelo combina o motor mais eficiente com uma aerodinâmica otimizada e medidas de gerenciamento de energia de última geração para minimizar o consumo de combustível. Tais medidas incluem acessórios com controle inteligente, pneus com resistência de rolagem otimizada, componentes leves e a função ECO de partida/parada, que está disponível em alguns modelos.



  • BLUEDIRECT:


A tecnologia BlueDIRECT é adotada em motores movidos a gasolina V6 ou V8, com redução do consumo em até 24%, além de uma potência maior.



  • BLUETEC:


A tecnologia BlueTEC está disponível para motores Diesel CDI (common-rail direct injection). Um sistema modular de controle de emissões torna a BlueTEC uma tecnologia extremamente limpa. Ela não só remove até 95% das partículas dos gases de escape como também reduz os óxidos de nitrogênio em até 90%. O que sobra é água e nitrogênio.



  • BLUETEC HYBRID:


A tecnologia BlueTEC HYBRID é a união das tecnologias HYBRID e BlueTEC. 

A energia cinética é convertida em energia elétrica, que pode ser reutilizada quando necessário. Ao mesmo tempo, a tecnologia BlueTEC limpa os gases de escape e remove a maioria dos poluentes.



  • CDI (Common-rail Direct Injection):


Sistema de injeção direta do combustível Diesel (sistema common-rail).



  • CGI (strafified Charged Gasoline Injection):


Sistema de injeção direta do combustível Gasolina.

A Mercedes-Benz foi o primeiro fabricante de automóveis a utilizar combustível de injeção direta em um de seus carros, colocando um motor de injeção direta na 300SL Gullwing de 1955. 

O sistema de injeção direta de gasolina visa melhorar a eficiência de combustível e emissões.



  • CHASSI A/C/R/S/V/VF/X/W:


Importante destacar que não se trata do modelo comercialmente conhecido, tal como Classe A, Classe C ou Classe E, por exemplo. É a forma interna que a Mercedes-Benz identifica seus modelos. Sempre é uma letra precedendo uma sequência numérica.

A - modelo cabriolet/conversível. Exemplo: A124 (chassi da Classe E ano 1996).
C - modelo coupe (originariamente eram veículos de 2 portas e atualmente modelos com estilo coupe). Exemplo: C124 (chassi da Classe E ano 1988) e C219 (chassi da Classe CLS ano 2006).
R - modelo roadster. Exemplo: R129 (chassi da Classe SL ano 2000).
S - modelo perua. Exemplo: S202 (chassi da Classe C ano 1997).
V - modelo sedan longo. Exemplo: V140 (chassi da Classe S ano 1995).
VF - modelo extra longo. Exemplo: VF222 (chassi da Classe S Pullman).
X - modelo crossover. Exemplo: X204 (chassi da Classe GLK ano 2012).
W - modelo sedan. Exemplo: W204 (chassi da Classe C ano 2013). 

Algumas denominações não são mais absolutas na Mercedes-Benz. Um exemplo é a letra W para modelos sedans. A letra W é também usada no Smart ForTwo (chassi W450) e no G (chassi W463), dentre outros.



  • COLLISION PREVENTION ASSIST:


O sistema auxilia o condutor a manter uma distância segura do veículo da frente e otimiza a potência de frenagem se o motorista não acionar o freio de forma suficiente.

Há monitoramento continuo da distância para o veículo da frente, usando sinais visuais e sonoros para alertar o motorista se há perigo de uma colisão. Se necessário, atua em conjunto com Adaptive Brake Assist.



  • COLLISION PREVENTION ASSIST PLUS:


O sistema combina um recurso de aviso de distância por radar. Se necessário, atua em conjunto com o   Adaptive Brake Assist.



  • COMAND APS (cockpit menagement and data system):


Central de comando e controle dos sistemas de áudio, telemática e funções de telecomunicações dos veículos Mercedes-Benz em uma tela.



  • COMAND ONLINE:


O sistema requer o uso de telefone celular com capacidade Bluetooth® com transmissão de dados para uso de todas as funções COMAND Online.

Uma unidade integrada combinada de DVD/CD com slot para cartão de memória SD separado suporta formatos de dados MP3 e WMA, bem como a reprodução de vídeo e um disco rígido de memória.

O sistema de navegação (nos mercados em que está disponível) também acessa o disco rígido e tem integração dinâmica de informações de trânsito via RDS/TMC com atualização automática de mapas.

  • CROSSWIND ASSIST:


O sistema detecta rajadas de vento que podem atuar na lateral do veículo e ajuda a prevenir a perda de controle por meio da frenagem de um lado do mesmo.

É também útil ao trafegar por pontes/viadutos ou ao ultrapassar caminhões.

  • DATACARD:


Datacard é o conjunto de informações de um determinado veículo Mercedes-Benz. Contém o detalhamento, como exemplo, da cor, número do motor/câmbio, equipamentos e acessórios do carro ao deixar a linha de montagem.



  • DESIGNO:


A "Designo Manufaktur" é uma divisão da Mercedes-Benz para personalização de seus veículos. 

Oferece mais opções de cores, materiais exclusivos e combinações individualizadas.



  • DIRECT SELECT:


Seletor de marchas na coluna de direção.



  • DIRECT-STEER:


O sistema oferece apoio em situações de curvas fechadas e manobras, reduzindo o esforço necessário na direção e aumentando a agilidade do carro e o conforto ao dirigir.



  • DISTRONIC:


Além de manter uma velocidade, o sistema também é capaz de manter uma distância específica do veículo à frente, acelerando e desacelerando automaticamente.

É adaptativo. Mantém um intervalo de tempo definido a partir do veículo da frente ou a velocidade selecionada. Quando o veículo se aproxima de outro veículo, o sistema desacelera automaticamente ou aplica os freios para manter a distância. Quando a distância do veículo à frente aumenta novamente ou quando o caminho está livre, o sistema funciona como controle de cruzeiro convencional, mantendo a velocidade definida anteriormente na faixa que varia de 30 a 180 km/h.

Um microcomputador no sistema emprega os sinais do sensor de radar posicionado na grade do radiador, que é capaz de monitorar a situação na via à frente do veículo até uma distância de 150 metros. 

Quando o veículo da frente está em uma velocidade diferente, o sistema induz uma mudança de frequência no sinal de radar, conhecido como o efeito Doppler. Com base neste deslocamento de frequência, o sistema calcula a velocidade relativa entre os dois veículos e também é capaz de determinar a distância entre eles por referência ao tempo de trânsito dos sinais refletidos. 

Quando uma frenagem mais forte é necessária, o sistema avisa o motorista para pisar no freio por meio de uma luz de aviso no painel de instrumentos e, se necessário, através de um sinal acústico. 

Nota: O DISTRONIC requer aprovação para uso em cada país em função da frequência que o sistema utiliza. Consequentemente, esta tecnologia não está disponível em todos os mercados.



  • DISTRONIC PLUS:


O sistema automático de controle de cruzeiro DISTRONIC PLUS é ativado na alavanca de controle de cruzeiro TEMPOMAT. 

A faixa de controle é de 30 a 200 km/h.

O sistema acelera e freia automaticamente, aplicando um máximo de 50% da potência de frenagem para manter uma distância segura. 

Se o DISTRONIC PLUS identifica que o condutor precisa frear de forma mais acentuada, avisos (sonoro intermitente e visual) são emitidos.

O DISTRONIC PLUS é composto por dois sensores de radar de curto alcance de 20 centímetros a 30 metros que estão localizadas por dentro do para-choque dianteiro. Um radar de longa distância localizado na grade do radiador cobre uma área de até 200 metros à frente do veículo. O sensor de radar mede a velocidade do veículo em relação a outro na frente e determina a aceleração ou desaceleração.

Nota: O DISTRONIC PLUS requer aprovação para uso em cada país em função da frequência que o sistema utiliza. Consequentemente, esta tecnologia não está disponível em todos os mercados.



  • DRL (Daytime Running Lamps):


As luzes de circulação diurna asseguram que o veículo seja percebido com antecedência por outros motoristas. 



  • EASY-ENTRY:


Esse sistema para veículos de duas portas possibilita a entrada na parte traseira de forma mais fácil.

Quando o encosto do banco dianteiro é dobrado, o assento desliza para a frente, facilitando o acesso aos bancos traseiros.



  • EASY-PACK:


A porta traseira pode ser automaticamente aberta, fechada e parada em qualquer posição através de um botão. A altura da abertura é limitada para reduzir o risco de danos.
 
O sistema, quando disponível, também pode abrir, fechar ou parar por meio de um movimento do pé na área abaixo do para-choque traseiro.



  • EASY-VARIO-PLUS:


O sistema oferece uma vasta gama de funções para aumentar o espaço disponível de bagagem de modo a permitir o transporte de artigos grandes e volumosos. O espaço interior pode ser convertido rapidamente.

O piso do compartimento de carga é regulável em altura, com a posição mais alta que oferece uma superfície de carga que é quase no mesmo nível da soleira. Na posição inferior, o espaço de bagagem se expande para acomodar itens mais altos.
 
Os encostos dos bancos traseiros podem ser dobrados para baixo de diversas formas e proporções. Se não houver passageiros no banco traseiro, todo o conjunto do banco traseiro pode ser empurrado para frente.



  • ECO START/STOP FUNCTION:


A função ECO start/stop desliga o motor quando o veículo está parado e apenas religa se há intenção em movimentar.

Em veículos com transmissão manual, o motor é desligado automaticamente no modo "coast-down" assim que a velocidade cai abaixo de 8 km/h e o motorista freia e coloca o câmbio na posição neutro/ponto morto. Quando o motorista pisa na embreagem, o motor começa a funcionar automaticamente. 

No caso de transmissões automáticas, o motor não é desligado até que o veículo pare. O motor liga novamente assim que o acelerador é pressionado.



  • EPC (Eletronic Parts Catalogue):


Catálogo eletrônico de peças originais Mercedes-Benz. Exige assinatura/pagamento para acesso.

Como usar:

http://bayhas.com/mercedes/EPC%20manual/EPC%20instructions.pdf



  • E-CELL:


A tecnologia é usada desde o final de 2010 e começou em pequena escala no modelo Classe A.

Essa tecnologia possui um motor elétrico que obtém energia de duas baterias de íon-lítio, alcançando uma autonomia de mais de 200 km. No futuro, a configuração E-CELL PLUS contará com um pequeno motor de combustão interna (ampliador de autonomia) que irá auxiliar o veículo elétrico para aumentar essa autonomia.



  • F-CELL:


A tecnologia F-CELL foi adotada no modelo Classe B em pequena escala. Ela usa hidrogênio para produzir energia em uma célula de combustível para o motor elétrico.



  • FULLY ELETRIC FABRIC TOP:


O sistema é operado hidraulicamente para abrir ou fechar, mesmo quando o veículo está em movimento, em 20 segundos. A capota tem isolamento térmico com três camadas de tecido.

Pode ser acionado com o veículo em movimento com velocidades de até 40 km/h.



  • HILL START ASSIST:


O sistema automático impede que o veículo retorne nas arrancadas em subidas/aclives.



  • HYBRID:


A tecnologia HYBRID envolve o uso de motor elétrico para recuperar a energia da frenagem e armazená-la na bateria. Quando é necessário, essa energia é encaminhada para o motor elétrico, que colabora com o motor a gasolina quando o veículo está acelerando. Além disso, a unidade de controle do motor desliga o motor a gasolina quando a velocidade é reduzida para menos de 15 km/h. Desse modo, a tecnologia HYBRID pode reduzir o consumo de combustível em até 20%.



  • ILS (Intelligent Light System):


Em meados de 2006, a Mercedes-Benz lançou o sistema na Classe E.

O Sistema Inteligente de Iluminação da Mercedes-Benz, oferece ao motorista ajustes diferentes para diversas situações de direção e condições climáticas.

O sistema é composto de dois módulos de luzes bixenônio instalados nos faróis frontais. Com o auxílio de um motor elétrico, as luzes podem girar até 15 graus sobre o próprio eixo e emitir o facho de luz de forma precisa, através de cinco opções de iluminação.

O "Country Mode" (modo interior) faz com que o lado esquerdo da via receba mais luz que o normal. Permite que o condutor veja com antecedência o veículo que se aproxima no sentido contrário.

O "Motorway Mode" (modo auto-estrada) faz com que o sistema seja acionado a partir de 90 km/h e tem dois estágios. O primeiro estágio aumenta a potência das lâmpadas bixenônio de 35 para 38 Watts, proporcionando mais intensidade de luz. Já o segundo estágio, faz com que o sistema seja acionado a partir de 110 km/h. O alcance lateral da iluminação alarga-se, para enxergar os dois sentidos da via e o cone de luz a frente atinja 120 metros (50 metros a mais que os faróis convencionais).

Sob neblina, o sistema faz com que a lâmpada esquerda do farol gire oito graus. A mudança na direção do facho de luz aumenta a iluminação do lado esquerdo. Tal recurso somente é ativado se o veículo estiver abaixo dos 100 km/h. Acima dessa velocidade o sistema desliga.

Os outros dois modos não são novidades, mas apenas aprimoramento. 

É o recurso que detecta quando o motorista faz curvas e direciona a luz para o lado do giro.

Para curvas muito fechadas, as lâmpadas de bixenônio aumentam em 30 metros a visibilidade lateral.



  • KEYLESS-GO:


O sistema permite ao portador da chave eletrônica, sem estar com a mesma na mão, apenas segurar na maçaneta de porta para permitir a abertura, ligar ou desligar o veículo.



  • KOMPRESSOR:


É o nome de marketing usado pela Mercedes-Benz em motores sobrealimentados.

O sistema utiliza um compressor de ar e tem a mesma função do turbo: empurrar mais ar para os cilindros.

Adotando sistemática diferente do turbo (que reaproveita os gases do escapamento), o compressor é ligado diretamente no motor, pela polia do virabrequim, no comando de válvulas ou em qualquer lugar que o motor possa exercer força.

O primeiro "supercharger" foi desenvolvido em 1921 por uma equipe da Daimler-Benz com a ajuda de Ferdinand Porsche. A Mercedes-Benz tornou-se o primeiro fabricante a instalar compressores em alguns modelos de produção.

A designação "K" na Mercedes-Benz normalmente significa "Kurz" ou curto, mas pode significar "Kompressor".



  • LANE KEEPING ASSIST:


O sistema avisa o condutor por vibrações no volante quando o veículo muda inadvertidamente de faixa, ajudando assim a prevenir acidentes.

Isto é possível através da captação de imagens por uma câmera no interior do para-brisas. Uma unidade de controle eletrônico é capaz de identificar linhas de contorno das imagens por referência às diferenças de contraste. A unidade determina a posição do veículo e é, assim, capaz de reconhecer quando o condutor muda de faixa, intencionalmente ou não.

Nenhum aviso é emitido quando o motorista acelera antes de ultrapassar, quando freia de forma intensa ou dirige em uma curva.



  • LED HIGH PERFORMANCE:


Os faróis de LED High Performance fornecem uma ampla propagação da luz, com uma temperatura de cor próxima à da luz do dia e baixo nível de consumo de energia.

A tecnologia LED ilumina melhor que faróis halogenos convencionais. A temperatura de cor dos faróis de LED High Performance está mais próxima da luz do dia se comparada aos faróis de xenônio.
 
As luzes traseiras que utilizam a tecnologia de LED, proporcionam melhor visibilidade. O brilho das luzes de frenagem varia de acordo com a luz ambiente, de modo que elas não vão ofuscar a visão de outras pessoas.
 
A Mercedes-Benz informa que com a tecnologia de LED, não há necessidade de substituir quaisquer lâmpadas durante toda a vida útil do veículo.



  • LINGUATRONIC:


O sistema ativado por controle de voz, acessa o sistema de navegação, música, mídia e telefone, bem como aplicativos Mercedes-Benz.

O LINGUATRONIC também suporta a função de texto para fala (TTS) e pode ler os relatórios pertinentes de trânsito ou textos e mensagens de aplicativos Mercedes-Benz.



  • MAF (Mass Air Flow):


Sensor de leitura do fluxo de ar entrante no motor.



  • MAGIC BODY CONTROL:


O sistema combina as vantagens do sistema Active Body Control (ABC) com função de escaneamento do piso. Uma câmera estéreo varre a pista à frente e registra a superfície e sua condição.

É capaz de reconhecer uma superfície de piso desigual antes de se passar por ela, permitindo que a suspensão seja ajustada de modo a compensar, tanto quanto possível, as ondulações da pista.



  • MAGIC SKY CONTROL:


A tecnologia cria a sensação de andar com o veículo de capota aberta mesmo quando está fechada. A transmissão de luz do teto de vidro pode ser ajustada eletronicamente.

O teto panorâmico pode mudar de um tom escuro para transparente ou vice-versa, em segundos. No modo escuro, há redução no acúmulo de calor no interior do veículo.



  • MAP (Manifold Absolut Pressure):


Sensor de leitura da pressão (vácuo) no coletor de admissão.



  • MBRACE:


É o sistema de controle remoto para veículos. O recurso exige assinatura (nos mercados que está disponível) e possibilita a obtenção de uma conta e senha. O assinante terá acesso a serviços através de um smartphone, como por exemplo, trancar e destrancar o carro à distância, localização do veículo em um mapa (desde que esteja a pelo menos 1.600 de distância), assistência técnica para diversos temas, verificação do tempo e condições de tráfego, localizar comércios, dentre outros serviços que podem variar conforme o modelo do carro.



  • MERCEDES ME CONNECT:


O sistema engloba a gestão de manutenção, diagnóstico remoto, acidentes, avarias e o sistema de emergência da Mercedes-Benz.

O motorista pode usar um smartphone, tablet ou PC para acessar o veículo de qualquer lugar e, por exemplo, perguntar onde está estacionado e quantos litros tem o tanque de combustível.



  • MFA (Modular Front-wheel drive Architecture):


Plataforma modular com tração dianteira. Presente nos classis das Classes A, B, CLA e GLA.



  • MHA (Modular High Architecture):


Plataforma modular para SUVs grandes. Presente nos chassis GLE e GLS.



  • MODELO CLASSIC/ELEGANCE/AVANTGARD/SPORT/SPIRIT:


São os níveis de acabamento e acessórios que variam em cada mercado e chassi, como vidros elétricos, espelhos retrovisores aquecidos, suspensão rebaixada, teto solar, revestimentos, rodas de liga leve, cor dos vidros e muitos outros itens.



  • MRA (Modular Rear Architecture):


Plataforma modular com tração traseira. Presente nos chassis C, E e S.



  • MSA (Modular Sports Architecture):


Plataforma modular para esportivos. Presente nos chassis SL e SLC.



  • NECK-PRO:


Em uma colisão frontal ou traseira, os encostos de cabeça NECK-PRO para o condutor e passageiro dianteiro deslizam ativamente para frente e para cima para apoiar a cabeça em tempo para reduzir o risco de lesões cervicais.
 
Os encostos de cabeça NECK-PRO são conectados a uma unidade de controle eletrônico. Quando o sensor identifica uma colisão traseira de uma gravidade pré-definida de impacto, o sistema libera molas dentro dos encostos de cabeça que permitem que os mesmos avancem aproximadamente 40 milímetros por cima, protegemdo a cabeça dos passageiros da frente. 

Jantes ativado, o sistema é reversível com o uso de uma ferramenta que é fornecida e auxiliar recolocar os encostos de cabeça na posição original para ser usado novamente.



  • NGT (Natural Gas Technology):


A Mercedes-Benz desenvolveu a tecnologia de gás natural dentro do conceito BlueEFFICIENCY.

Disponivel para automóveis de passageiros para uso de gás natural ou gasolina (conceito bi-combustivel). 

O motorista pode alternar as duas opções de combustível ao apertar um botão. Uma unidade de controle eletrônico faz a mudança de forma suave.



  • NIGHT VIEW ASSIST:


O sistema funciona através de uma câmera infravermelha.

Ao ser ativado, o visor no painel de instrumentos muda do velocímetro padrão para a exibição de visão noturna.

O sistema composto por duas lâmpadas infravermelhas (com alcance superior a 150 metros), reconhece obstáculos "quentes" (como pessoas e animais) e obstáculos "frios" (como rochas e objetos).



  • PARKTRONIC:


Assistente sonoro e visual para estacionamento/manobras. São os chamados sensores de estacionamento. A medição de distância é feita por ultrassom. Estão localizados nos para-choques dianteiros e/ou traseiros.



  • PART NUMBER:


Número/código oficial da peça Mercedes-Benz.



  • PRE-SAFE:


Sistema de proteção preventiva dos ocupantes que é capaz de reconhecer as situações de condução críticas com antecedência e, por precaução, ativar sistemas de segurança. A ação é baseada no sensor de dados do monitoramento contínuo que pode analisar situações de condução como sobre-esterço e subesterço, bem como drenagens de emergência.

Caso uma situação de condução critica seja detectada, em frações de segundos os cintos nos bancos dianteiros podem ser tensionados reversivelmente e as janelas laterais são automaticamente fechadas, para que os cintos e os airbags possam implantar seus efeitos de proteção em caso de impacto.



  • RECUPERATIVE BRAKE SYSTEM:


O sistema assistido por radar garante recuperação de energia, ajustando a intensidade de recuperação para se adequar à situação de condução no momento e aumentar a autonomia do veículo.

Essa recuperação converte a energia cinética durante a desaceleração em energia elétrica.



  • SPEED LIMIT ASSIST:


Uma câmera no para-brisas reconhece sinais de velocidade e lembra o motorista do limite de velocidade por um símbolo no painel.



  • SPEEDTRONIC:


O recurso é acionado através da alavanca situada na coluna de direção e é conjugado com o recurso Tempomat.

É um limitador variável de velocidade que possibilita ao motorista escolher a velocidade máxima.

Para ativar ou desativar o sistema, basta apertar a alavanca em direção à coluna de direção e um sinal 
luminoso no painel e na própria alavanca indicam que o sistema está ativado. Movimentando a alavanca para cima ou para baixo é possível selecionar a velocidade.

Mediante movimentos específicos, a velocidade pode ser alterada de um em um quilômetro ou de dez em dez quilômetros.



  • SPLITVIEW:


O sistema permite que o passageiro da frente assista a um filme enquanto o motorista mantém a visão/atenção nas informações do COMAND e demais informações.

Motorista e passageiro dianteiro podem ver imagens diferentes simultaneamente na mesma tela, sem interferência na visão do outro.



  • STAR DIAGNOSIS:


Scanner/ferramenta de uso restrito/exclusivo da rede oficial Mercedes-Benz para diagnóstico eletrônico de falhas e leitura/registro de informações, através de uma conexão física entre o sistema e o veículo provido de tal tecnologia.



  • TEMPOMAT:


O recurso é acionado através da alavanca situada na coluna de direção e é conjugado com o recurso Speedtronic.

É o piloto automático da Mercedes-Benz em que o motorista pode manter constante a velocidade de sua escolha, dispensando o pedal do acelerador.

Para ativar, há uma velocidade mínima exigida pelo sistema além do Speedtronic não estar ativado.

Para memorizar uma velocidade, o motorista deve puxar a alavanca em direção ao volante. Caso o motorista acelere o veículo além da velocidade programada, ao retirar o pé do acelerador o veículo retoma a velocidade programada.

Para desativar o sistema, o motorista deve empurrar a alavanca em direção ao painel ou pisar no pedal do freio.



  • THERMATIC:


O sistema de ar-condicionado automático controla a temperatura, o fluxo de ar e sua distribuição,  disponível com 1 ou 2 zonas climáticas.

O sistema de 2 zonas oferece conforto individual para o motorista e passageiro dianteiro e a temperatura pode ser controlada separadamente para os lados direito e esquerdo do interior.
 
Sensores detectam a temperatura no interior e no exterior do veículo e a quantidade de luz solar que entra no habitáculo para assegurar que o ar seja aquecido ou esfriado. O clima é mantido constante no nível desejado em todos os momentos. 

Além disso, há um filtro de carvão ativado que remove pequenas partículas para melhorar a qualidade do ar. Ele filtra a entrada de poeira, fuligem e pólen e também reduz poluentes e odores. Um sensor de umidade afere a mesma para evitar que os vidros embacem.
 
As principais funções do sistema THERMATIC são:
 
- Modo automático: Ativando o botão AUTO no painel de controle, a regulagem do fluxo de ar é feita automaticamente através dos respectivos ventiladores.
 
- Modo de recirculação do ar: É possível fechar a entrada de ar externo. Para evitar embacamemto, o modo de recirculação de ar é automaticamente desativado depois de um determinado tempo, dependendo da temperatura exterior e configurações do sistema. 

- Modo "túnel": Mantendo-se pressionado o botão de recirculação de ar por aproximadamwnte dois segundo, são fechados automaticamente todas as janelas e o teto solar. Segurando o botão novamente, as janelas e telhado retornam para as suas posições anteriores. Em conjugação com um sistema de navegação, o ar-condicionado comuta automaticamente para o modo de recirculação de ar quando o sinal de GPS indica que o veículo se encontra dentro de um túnel.



  • THERMOTRONIC:


Esse sistema automático de climatização permite que o motorista e o passageiro da frente ajustem a temperatura individualmente. Os passageiros traseiros possuem a sua própria unidade de controle.

Existem estilos diversos e individuais de adaptação do sistema no modo automático.



  • TORQUE VECTORING BRAKE:


Ao detectar um risco de derrapagem em curvas, o sistema ESP executa intervenção específica de frenagem na roda traseira interior para garantir curvas precisas e controladas.

O sistema Torque Vectoring Brake oferece maior segurança em condições críticas. Após os sensores do ESP detectarem uma tendência de derrapagem quando o motorista acelera em uma curva, o programa   realiza intervenção específica de frenagem no lado do veículo que se encontra no interior da curva. Isto dá origem a um movimento de rotação suave do veículo em torno do eixo vertical. Além de curvas mais precisas e controladas, isso reduz as chances de derrapagem.



  • TPMS (Tyre Pressure Monitoring System):


Sensores dentro dos pneus monitoram pressão e temperatura do ar, informando se houver alteração das mesmas em um ou mais pneus. Opcionalmente a pressão pode ser mostrada no visor multifunções.

O sistema funciona mediante envio de dados em intervalos regulares, por transmissão sem fios para uma antena de recepção na parte inferior da carroceria e retransmitidos para a unidade de controle.

Em caso de uma queda de pressão acentuada, uma lâmpada amarela de avisoirá acender no painel para que as medidas de correção sejam adotadas.



  • TRAFFIC SIGN ASSIST:


Uma câmera capta imagem de placas e sinais de trânsito. Os dados são cruzados com as informações do sistema de navegação e podem ser exibidos tanto no painel de instrumentos, como no mapa do sistema de navegação.

O sistema ajuda que o condutor tenha a melhor informação possível.



  • VARIOROOF:


O sistema é operado hidraulicamente com a dobra do teto em três partes, ocupando um terço do espaço do compartimento de carga.

O conjunto é essencialmente composto de três elementos móveis que estão interligados por meio de um mecanismo de articulação: o elemento de teto modular feito de magnésio/plástico/híbrido de vidro, os dois pilares C feitos de magnésio/plástico e a janela traseira pivotante composta por um aro de magnésio e vidro de segurança em painel único.
 
Seis cilindros hidráulicos elétricos e uma bomba hidráulica movem o sistema de dobragem em 16 segundos.



  • VIN (Vehicle Identification Number):


É o número de chassi de um veículo Mercedes-Benz.



  • WIS (Workshop Information System):


Manual de reparo/manutenção/diagramas e informações gerais oficiais Mercedes-Benz sobre cada chassi.



  • 4MATIC:


Sistema de tração integral da Mercedes-Benz.
avatar
AEP
Usuário Platina
Usuário Platina

Masculino Mensagens : 17073
Data de inscrição : 05/08/2012
Idade : 45

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum