Novo Mercedes-Benz CLS 2019 estreia com versão híbrida

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Novo Mercedes-Benz CLS 2019 estreia com versão híbrida

Mensagem por Ulysses V8 Benz em Seg 04 Dez 2017, 12:36

Após uma campanha de teasers bem extensa, a terceira geração do Mercedes-Benz CLS finalmente foi revelada no Salão de Los Angeles (EUA). A nova versão, que evolui com delicadeza a nova linguagem de design Sensual Purity da marca, começará a ser vendida no 1º semestre de 2018. Não apenas voltará a usar motores com seis cilindros em linha como também será o primeiro a combinar com um sistema híbrido.

O novo CLS usará a plataforma modular MRA e o chefe de engenharia da fabricante, Michael Kelz, explica que "é uma combinação de componentes dos Classe E e Classe S." Será produzido na mesma linha do Classe E, em Sindelfingen (Alemanha), mas usa o interior, eletrônica e assistente de condução do Classe S renovado.



Apesar das semelhanças com o sedã Classe E, "ele é completamente diferente", promete Kelz. Isso é justificado pelo chassi com ajuste mais esportivo, embora o conforto ainda tenha um papel importante. “Há muito espaço entre [os modos de] Conforto e Esporte", diz o engenheiro.

Toda a carroceria, com exceção das portas, é feita de alumínio. As portas continuam a usar aço, para ter um som mais sólido ao fechá-las. O CLS 2019 está 5 centímetros mais longo, mas a altura foi reduzida em 1,2 cm. O design segue como um "cupê de quatro portas", tendo uma linha de teto com caimento longo até o tampa do porta-malas. Perde apenas um pouco de espaço para bagagens em comparação com o Classe E.

As portas ainda usam janelas sem moldura, primeiro por causa do estilo, mas também para reduzir o barulho do vento. Kelz diz que a transição mais limpa da janela para a coluna B é mais aerodinâmica e, por isso, reduz o ruído. Combinado aos vidros acústicos (opcionais) e outros itens, "o carro é ainda mais silencioso do que o Classe E", ele explica.

A bela frente tem grade de formato similar ao do esportivo AMG GT, mais apontada para a frente - "lembrando o nariz de um tubarão", afirma a empresa, além de um difusor bem detalhado com entradas de ar proeminentes. As laterais, como no novo Classe S, são suaves e sutilmente detalhadas, enquanto a traseira tem lanternas de LED que acentuam o porta-malas largo.



O interior é totalmente Classe E, com as mesmas telas duplas de 12,3 polegadas que servem como painel de instrumentos e central multimídia, assim como o controle que combina um painel sensível ao toque com botão giratório. Detalhes o diferenciam de outros carros da marca: as grandes saídas de ar têm luzes integradas que mudam de cor de azul para vermelho quando a temperatura é ajustada, e há alguns botões de atalho para o sistema multimídia no console central.

O acabamento é soberbo, com couro com costura elegante, botões e interruptores inteligentes e o volante do novo Classe S, com controles sensíveis ao toque e (finalmente!) os comandos do controle de cruzeiro - que antes ficavam em uma haste na coluna de direção.

O espaço traseiro para cabeça e pernas, essencialmente, não mudou em relação ao CLS anterior, mas a grande novidade é que agora tem há um assento central na fileira traseira, enquanto o modelo antigo tinha configuração 2+2. "Muitas pessoas queriam que tivesse cinco assentos," diz Kelz, afirmando que os mercados chinês e norte-americano têm interesse especial neste carro. "A demanda é que tivesse cinco lugares". A capacidade do porta-malas também segue a mesma, com 520 litros seguindo as especificações europeias.

Uma das mudanças mais importantes do novo CLS é a introdução de uma motorização híbrida. O conjunto é composto pelo 3.0 turbo com seis cilindros em linha, que gera 367 cv e 51 kgfm de torque, complementado por um motor elétrico de 21 cv e 25,4 kgfm de força extra.

Este conjunto é integrado a uma transmissão automática de 9 marchas e uma bateria de íon-lítio de 48 volts. O motor a gasolina não trabalha com nenhum acessório, já que o ar-condicionado agora é ligado por força elétrica. Isso significa que o carro pode andar com o motor desligado (da mesma forma que o sistema do Audi A8), e também permite usar o ar-condicionado com o carro desligado. Kelz diz que num teste feito durante um dia quente na Califórnia, o ar-condicionado manteve a cabine fria por cinco minutos enquanto o carro estava com o motor desligado ao parar em um semáforo.

Ainda não foram revelados dados de aceleração ou de economia de combustível. Porém, Kelz diz que o novo CLS 450 é aproximadamente 15% mais eficiente do que seu predecessor. Também há um sistema elétrico de 12 volts, com a bateria localizada no porta-malas, que fornece energia para a maioria dos sistemas eletrônicos do carro. Na Europa, ainda haverá um modelo diesel sem o sistema híbrido.

Tecnologias do Classe S estarão disponíveis no CLS, incluindo bancos que fazem massagem, sistema climático com ionizador e perfume, condução semi-autônoma, recarga sem fio de celular, travar e destravar o carro com o smartphone, sistema de som premium Burmester, banco com acabamento em couro Nappa (opcional) e acabamento de madeira de verdade.

Infelizmente, não haverá uma versão CLS Shooting Brake para esta geração, pois a Mercedes acha que a perua Classe E já atende à demanda.

Fonte, mais imagens e vídeos: https://motor1.uol.com.br/news/223099/novo-mercedes-cls-2019/

_________________
Administrador
Equipe Portal Mercedes Brasil
avatar
Ulysses V8 Benz
Administrador
Administrador

Masculino Mensagens : 11285
Data de inscrição : 05/08/2012
Idade : 53

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Novo Mercedes-Benz CLS 2019 estreia com versão híbrida

Mensagem por marcelo1973-br em Seg 04 Dez 2017, 17:31

Top!!!
avatar
marcelo1973-br
Usuário Bronze
Usuário Bronze

Masculino Mensagens : 68
Data de inscrição : 20/08/2017
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum