(R170): Ficha técnica

Ir em baixo

(R170): Ficha técnica

Mensagem por AEP em Ter 15 Mar 2016, 14:38

O conceito foi exibido pela primeira vez no Salão do Automóvel de Paris/França em 1994, nomeado de SLK II.







A grande inovação do chassi foi o sistema de capota rígida retrátil  "Vario-Roof".





As vendas começaram 1996 na Europa e em 1997 nos EUA.



Os designers do projeto foram Murat Gunak e Michael Mauer, em 1993.

A Mercedes-Benz projetou um roadster compacto para se posicionar abaixo da Classe SL. No final de 1991, Bruno Sacco fez os primeiros esboços do projeto. No início de 1993 o projeto final foi selecionado e aprovado com a patente registrada em 30 de setembro de 1993.

Em 22 de abril de 1996, a SLK foi apresentada no Salão do Automóvel de Turim/Itália, no modelo 230 Kompressor.





















Em fevereiro de 2000 o chassi recebeu um facelift com novos pára-choques dianteiro e traseiro, saias laterais na cor da carroceria e novos espelhos retrovisores com as luzes de seta. As melhorias técnicas incluíram o ESP e uma nova transmissão manual de 6 velocidades.









No ano de 2001 foi lançado o modelo AMG SLK 32 AMG. Foi disponibilizado somente com o novo câmbio de 5 velocidades "SpeedShift", que seria, segundo a montadora, 35% mais rápido que os demais câmbios automáticos. A produção da versão AMG foi entre agosto 2000 e março de 2004. Um total de 4.333 unidades foram produzidas.





A primeira geração da Mercedes-Benz SLK foi apresentada no Salão Internacional do Automóvel de Turim/Itália em abril de 1996. 

Os engenheiros foram inflexíveis quando se tratava de segurança, conforto, compromisso ambiental e adequação para o uso diário. Eles desenvolveram um veículo que se diferia de outros roadsters em sua classe em muitos aspectos, destacando-se o já citado sistema de teto VARIO-ROOF.

A SLK foi o primeiro veículo Mercedes-Benz de passageiros a ser fornecido sem a roda sobressalente convencional. Na Alemanha, o carro era comercializado com um kit selante TIREFIT para vedar pneus danificados. Em muitos outros países, isso estava disponível como uma opção. O sistema incluía uma bomba de ar elétrica que era conectada à fonte de alimentação do isqueiro. A ausência do step aumentou a capacidade do porta-malas para 348 litros. Mas era possível o uso de um step, principalmente para mercados externos/exportação.

Eram itens de série a direção hidráulica, rodas de liga leve, bancos esportivos, vidros elétricos, volante de couro e travamento central.

Um total de 8 cores externas e 5 interiores estavam disponíveis. A SLK inovou ao disponibilizar interior de dois tons.

A SLK poderia, como opcional, ser adquirida com ser o pacote de design AMG.

Em julho de 2004 uma edição especial foi produzida antes do lançamento da R171 em 2005.

O chassi foi produzido nas fábricas de Bremen/Alemanha e East London/África do Sul.








  • Dados técnicos do modelo SLK 200 (R170 E 20):


Chassi: 170.435.

Produzido entre outubro de 1995 e fevereiro de 2000.

Motor a gasolina M111 E 20 (111.946), 4 cilindros em linha, 1.998 cilindradas e 136 CV.

Capacidade do tanque de combustível: 53 litros.




  • Dados técnicos do modelo SLK 200 KOMPRESSOR (R170 E 20 ML):


Chassi: 170.445.

Produzido entre novembro de 1995 e fevereiro de 2000.

Motor a gasolina M111 E 20 ML (111.943), 4 cilindros em linha, 1.998 cilindradas e 192 CV.

Capacidade do tanque de combustível: 53 litros.




  • Dados técnicos do modelo SLK 230 KOMPRESSOR (R170 E 23 ML):


Chassi: 170.447.

Produzido entre outubro de 1995 e fevereiro de 2000.

Motor a gasolina M111 E 23 ML (111.973), 4 cilindros em linha, 2.295 cilindradas e 193 CV.

Capacidade do tanque de combustível: 53 litros.



Na primavera do ano 2000, a SLK foi renovada e recebeu alterações para ficar com um visual ainda mais esportivo e com novas tecnologias. A Mercedes-Benz também incluiu o ESP, controle de velocidade e câmbio manual de 6 velocidades com SPEEDTRONIC, como itens de série. 

Foi apresentado o novo modelo topo de linha, a SLK 320 de 6 cilindros em V.

As modificações do novo projeto alteraram a grade dianteira, para-choques,  spoilers e saias laterais. As maçanetas passaram a vir na cor da carroceria e um total de 10 opções de pintura foram disponibilizadas. Novas lanternas,  escapamento com ponteira em aço inoxidável e grade do radiador pintada foram outras características do novo design. As setas foram integradas aos retrovisores e o puxador da tampa do porta-malas foi redesenhandoa.

O interior da SLK trocou os detalhes em fibra de carbono pelo alumínio texturizado. Como opção, o interior poderia ser equipado com madeira nos tons marrom ou preto. O,interior,tinha 5 opções de cores, além de um novo volante de 4 raios.

Receveu uma tela maior e o sistema ASSYST, bancos esportivos com melhor ergonomia e ajustes elétricos, como opcional.. 

O novo volante com diâmetro de 380 mm adotou raios mais estreitos que antes e todo o miolo onde estava o airbag acionava a buzina. 

O motor de 4 cilindros foi revisto e foi lançado o motor de 6 cilindros de 3,2 litros.

A capacidade do tanque de combustível foi ampliada para 60 litros.

Em novembro de 2000 foi apresentada a SLK 32 AMG. Com motor de 6 cilindros em V com 354 CV, adoptou uma posição de liderança neste segmento a partir de 2001.

Pouco antes do modelo sair de linha, a Mercedes-Benz lançou a "Edição Final", disponível a partir de março de 2003.


  • Dados técnicos do modelo SLK 200 KOMPRESSOR (R170 E 20 ML EVO):


Chassi: 170.444.

Produzido desde julho de 1999.

Motor a gasolina M111 E 20 ML EVO (111.958), 4 cilindros em linha, 1.998 cilindradas e 163 CV.

Capacidade do tanque de combustível: 60 litros.








  • Dados técnicos do modelo SLK 230 KOMPRESSOR (R170 E 23 ML EVO):


Chassi: 170.449.

Produzido desde junho de 1999.

Motor a gasolina M111 E 23 ML EVO (111.983), 4 cilindros em linha, 2.295 cilindradas e 107 CV.

Capacidade do tanque de combustível: 60 litros.


  • Dados técnicos do modelo SLK 320 (R170 E 32):


Chassi: 170.465.

Produzido desde junho de 1999.

Motor a gasolina M112 E 32 (112.947), 6 cilindros em V, 3.199 cilindradas e 218 CV.

Capacidade do tanque de combustível: 60 litros.
















  • Dados técnicos do modelo SLK 32 AMG (R170 E 32 ML):


Chassi: 170.466.

Produzido desde agosto de 2000.

Motor a gasolina M112 E 32 ML AMG (112.960), 6 cilindros em V, 3.199 cilindradas e 354 CV.

Capacidade do tanque de combustível: 60 litros.









Na primavera de 2004, pouco menos de 8 anos após a sua estreia e 4 anos após o facelift, a SLK foi substituída pelo modelo R172, completamente remodelada.

Com um total de 311.222 unidades vendidas, a versão SLK 230 KOMPRESSOR se destacou com 113.520 unidades.

Fontes:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
AEP
Usuário Platina
Usuário Platina

Masculino Mensagens : 15615
Data de inscrição : 05/08/2012
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum